quinta-feira, 21 de setembro de 2017

quarta-feira, 20 de setembro de 2017

Porque hoje me apetece dizer isto...

Imagem da net
 
"Eu quis tanto ser a tua paz, quis tanto que você fosse o meu encontro.
Quis tanto dar, tanto receber.
Quis precisar, sem exigências.
E sem solicitações, aceitar o que me era dado.
Sem ir além, compreende?
Não queria pedir mais do que você tinha,
assim como eu não daria mais do que dispunha, por limitação humana.
Mas o que tinha, era seu."
 
Caio Fernando Abreu
 
A música? Fiquem com um dos temas de um dos meus filmes preferidos "Leap Year":
 
 

sexta-feira, 15 de setembro de 2017

Eu e os médicos...


Bom..é uma relação algo complicada.

Pertenço àquele grupo de pessoas que detesta ir a médicos. Consequência desta postura? Vou sempre nas últimas. Tenho consciência desta verdadeira parvoíce mas é mais forte do que eu.

Nunca tive médico de família até à quatro anos atrás. E o que me calhou? Bom, um médico que se preocupa ao ponto de me mandar mails a perguntar como estão as tensões (sim, foi preciso cumprir o meio século de vida para me transformar numa menina hipertensa e com direito a medicação para toda a vida que me resta).
 
Respondo sempre que está tudo bem mesmo não sabendo a quantas elas andam.
 
Repeti a dose desta última vez. Mas o "raio" do médico não foi em cantigas e respondeu-me prontamente "Se andasse tudo bem não tinha parado no hospital com as tensões a 19,5/14. Amanhã às 8 no meu gabinete".
 
E a menina, por uma vez bem obediente, lá foi.
 
Fosga-se...levei um raspanete que me fez recuar aos meus treze anos e tentei sair para a escola com uma minissaia.
 
E qual foi o castigo imposto? Vou andar em médicos e exames até ao final do ano...
 
Nota: Só para que conste, tenho um médico de família absolutamente excepcional!
 
A música? Só podia ser esta, até porque é uma das que vai marcar presença obrigatória nas festanças da próxima semana.
 
 

quinta-feira, 14 de setembro de 2017

Porque hoje me apetece dizer isto...

"Pela janela mal fechada
Entra já a luz do dia
Morre a sombra desejada
Numa esperança fugidia
Foi uma noite sem sono
Entre saliva e suor
Com um travo de abandono
E gosto a outro sabor

Dizes-me até amanhã
Que tem de ser que te vais
Porque amanhã sabes bem
É sempre longe demais

Acendo mais um cigarro
Invento mil ideais
Só que amanhã sei-o bem
É sempre longe demais

Pela janela mal fechada
Chega a hora do cansaço
Vai-se o tempo desfiando
Em anéis de fumo baço"
 
Rádio Macau
 
 
 Raio das insónias...
 
 
 

quarta-feira, 13 de setembro de 2017

Pensamento do dia...



Porque hoje foi dia...

Imagem da net
 
 
A música? A preparar para os dias que se avizinham...
 
Esta é uma das obrigatórias.
 
 
Ah, e acabei de receber uma mensagem do "meu par". Sabem que mais? Quem tem amigos nunca fica mal!
 
 

terça-feira, 12 de setembro de 2017

Eh, pah... está mal...


 
Imagem da net
 
 
Quem acompanha este estaminé sabe que esta menina se lembrou de casar com um menino que...não gosta de dançar.
 
Trinta anos casada e nunca dançou com o seu menino. Está mal, certo?
 
Mas este mal é ultrapassado uma vez por ano quando esta menina participa num Congresso cuja organização nos presenteia durante três noites com uma ida até discotecas e afins. Vai daí, aproximava-se a passos largos a altura em que a menina tira a barriga de misérias porque é já no próximo domingo que esta menina vai de abalada até Coimbra para participar no tal Congresso. 
 
E não é que o seu "par" comunica que afinal não vai?
 
Está mal...
 
O que vale é podemos sempre dançar...mesmo sem par!
 
 
 

segunda-feira, 11 de setembro de 2017

"Saberás que não te amo e que te amo..."



Imagem da net
 
 
"Saberás que não te amo e que te amo
posto que de dois modos é a vida,
a palavra é uma asa do silêncio,
o fogo tem uma metade de frio.

Eu te amo para começar a amar-te,
para recomeçar o infinito
e para não deixar de amar-te nunca:
por isso não te amo ainda.

Te amo e não te amo como se tivesse
em minhas mãos as chaves da fortuna
e um incerto destino desafortunado.

Meu amor tem duas vidas para amar-te.
Por isso te amo quando não te amo
e por isso te amo quando te amo."
 
Pablo Neruda


A música tem que ser esta...

 
 
Nota: Preparem-se...está prestes a começar o passatempo "A melhor frase de amor"!
 
 

domingo, 10 de setembro de 2017

O que a vida me ensinou...



Imagem da net


Que a melhor forma de marcarmos a vida de alguém passa por exercer uma única capacidade: a de nos importarmos.
 
Mesmo que...ou melhor, apesar de, os outros não se preocuparem...
 
A música? Pensei colocar o vídeo original que representa um suicídio. Optei por valorizar a letra (que me diz muito) e a música. Dedico ao M. um amigo que perdi no liceu com uma overdose. Partiu demasiado cedo e sempre me questionei se não o podia ter ajudado mais.
 
 

sábado, 9 de setembro de 2017

Da lista...

 
Uma das músicas preferidas para ouvir enquanto se caminha sozinha na areia beijada pelo mar?
 
Esta:
 
 
"Eu sempre gostei de ti
eu sempre te conheci
nunca pensei que me deixasses só

eu sempre te procurei
eu nunca te abandonei
nunca pensei que me deixasses só

sou como um rio
que vive só para ti
correndo só para te ver
sou como um rio
que acaba ao pé de ti
foi sempre assim
gostar de ti

porquê que tudo acabou
o que é que para ti mudou
e agora tenho de viver sem ti

sou como um rio
que vive só para ti
correndo só para te ver
sou como um rio
que acaba ao pé de ti
foi sempre assim
gostar de ti

foi sempre assim
gostar de ti"
 
Miguel Ângelo/Fernando Cunha
 
 

sexta-feira, 8 de setembro de 2017

Não me perguntem a razão...


Mas esta é, definitivamente, a música que mais gosto de dançar...quando estou sozinha...


E não há melhor maneira de emagrecer!
 
Por falar em emagrecer. Finalmente o raio da doença autoimune fez alguma coisa de jeito ao atacar-me forte e feio nesta última semana. É que, pela primeira vez na minha vida, consegui emagrecer 3 quilinhos  numa semana.
 
Tenham um grande fim-de-semana.
 
 

quinta-feira, 31 de agosto de 2017



Imagem da net
 
E, provavelmente, passamos uma vida à procura...
 
A música de hoje? Uma que me transporta para uma noite especial...
 
 

terça-feira, 29 de agosto de 2017

E...

 
... Após uma viagem atribulada de 15 horas, cheguei a casa perto das seis da manhã.
 
Foi tomar um banho rápido e "ala que se faz tarde".
 
Acordei já passava do meio-dia sem saber muito bem onde estava e ainda me sinto meia "taralhouca" (ok, já sei que alguns dirão que esse é o meu estado normal).
 
A verdade é que já não tenho idade para aventuras como esta. O que me valeu foi a companhia deste menino que eu comecei a conhecer nos dias que estive ausente e pelo qual me deixei embalar...
 
 
 
 
 

sexta-feira, 25 de agosto de 2017

Boa...


Está uma pessoa de férias e eis que o mister Síndrome de Meniere se lembra de se manifestar. Hoje bem melhor mas obrigada a manter-me quietinha.

sábado, 19 de agosto de 2017

...

Não sei se é por causa da letra, se é da música, se é das duas coisas.

Mas consigo ouvir este tema em modo repeat vezes sem conta...

"Everywhere I look I see her smile
Her absent-minded eyes
And she has kept me wondering for so long
How this thing could go wrong

It seems to me that we are both the same
Playing the same game
But as darkness falls this true love falls apart
Into a riddle of her heart

She's so vulnerable, like china in my hands
She's so vulnerable, and I don't understand
I could never hurt the one I love
She's all I've got
But she's so vulnerable
Oh so vulnerable

Days like these no one should be alone
No heart should hide away
Her touch is gently conquering my mind
There's nothing words can say

She's colored with all the secrets of my soul
I've whispered all my dreams
But just as nighttime falls this vision falls apart
Into a riddle of her heart, yea

She's so vulnerable, like china in my hands
She's so vulnerable and I don't understand
I could never hurt someone I love
She's all I've got
But she's so vulnerable
Oh so vulnerable"
 
 

Fada do lar 2...

 
 
Eu sei que não acreditam, mas tenho algum jeitinho para inventar.
 
É claro que sempre que me vejo sozinha em casa as minhas "capacidades inventivas" aumentam exponencialmente, exatamente na mesma proporção do receio que assola a minha cara-metade quando me liga no final da manhã e pergunta de forma titubeante: "- O que é que já inventaste na minha ausência?".
 
Ora tais receios não me demovem da minha demanda.
 
E hoje não era para pintar a sala de azul ou os anexos de amarelo torrado (sim, já fiz isso). A minha demanda era criar uma cabeceira para a cama da filhota mais nova.
 
Percorri durante quase duas horas a casa toda para ver como havia de resolver o problema. E...eis que me deparo com uma porta de um guarda-fatos que já estava arrumado para um canto de um anexo e que, só por acaso, tinha a mesma tonalidade da cama.
 
Furos aqui e furos acolá, a cama passa a ter uma cabeceira digna desse nome e com um aspecto muito parecido com este:
 
Imagem da net
 
 
Agora é aguardar que o menino chegue lá por volta das duas da manhã e eu finja estar no sono dos justos...
 
A música que estou a ouvir? É esta...
 
 
Tenham um grande fim-de-semana!

sexta-feira, 18 de agosto de 2017

quinta-feira, 17 de agosto de 2017

Respeito...mas não aceito...

 
Imagem da net


"Eu te entendo.
E quando não entendo, eu te aceito... Mas,
acima de todas as coisas, eu te respeito"
Desconhecido
 
 
Se me perguntarem se concordo com este pensamento, e numa leitura literal, direi que sim.
 
Mas se começar a analisar, começam as dúvidas. Não quanto à última frase porque é um princípio basilar de qualquer relação. Mas porque o pensamento é contraditório na sua base.
 
É que, confesso, tenho enormes dificuldades em aceitar aquilo que não entendo. E quando falo de "não entendo", não falo daquelas situações em que não tenho conhecimentos suficientes para rebater uma opinião. Falo daquelas situações em que alguém, face a uma determinada situação, apresenta argumentos que partem de generalidades e não dos factos inerentes a essa própria situação.
 
Exemplificando: estou a falar com alguém que sempre demonstrou para com a minha pessoa ser leal e de confiança. Uma pessoa que, quando confrontada com situações em que teria sido bem mais fácil mandar a lealdade e a confiança às urtigas, optou por ficar comigo. Será legítimo eu dizer a essa pessoa que não confio nela o suficiente porque a maioria das pessoas que conheci foram desleais para comigo? Essa pessoa não entenderia a minha postura. Teria que aceitar? Penso que não. Por uma razão muito simples. Eu não a estava a respeitar. Eu estava a julgá-la, mesmo sem provas, e a colocar-lhe uma etiqueta que, por acaso, até nem merecia.
 
Quando estamos a falar de relações, sejam elas de que espécie forem, estamos a falar de emoções, de afetos, de sentimentos. Eu não posso julgar uma pessoa, de a colocar ao nível de qualquer outra das minha relações só porque já sofri, já me magoei, já chorei por conta de outras.
 
Bom, podemos sempre dizer: "Vou fechar-me aos outros, aos sentimentos, aos afetos. Não vou deixar ninguém entrar na minha vida". Mas eu questiono-me: fechar como? Nós não vivemos numa redoma. E mesmo que fosse possível viver numa redoma, nada nos garante que ela nos livre do  sofrimento e da dor. A não ser, claro está, que se consiga encontrar uma ilha completamente deserta, sem ninguém e então levámos a vida sem tais preocupações.
 
Mas se pretendemos viver em sociedade, se pretendemos crescer enquanto indivíduos, não podemos fechar as portas às emoções e aos sentimentos. Por outras palavras, não podemos fechar as portas aos outros. Mesmo o homem mais só, tem sentimentos e emoções.
 
As más experiências do passado apenas podem tornar alguém mais precavido. Mais prudente.
 
Escrevi isto em quatro, cinco minutos e não reli. Porque quero que as palavras sejam lidas como as senti. Se é que são entendíveis...
 
A música é repetida mas quanto mais a ouço mais gosto dela e porque qualquer mulher gostaria de ouvir um dia a mensagem que ela encerra...
 
 
 
 
 
 

...


Imagem da net


A menina Ni teve uma educação à moda antiga. Estilo "fada do lar", estão a ver?
 
A minha mãe não deixou os seus créditos por mãos alheias na tentativa de preparar a sua filha mais velha para os desafios futuros. Aos dez anos já tinha lições de cozinha, de bordados, de costura, enfim...preparavam-me para ser a mulher ideal.
 
Mas a vida é lixada! (Estou sempre a dizer isto mas ninguém acredita)
 
O meu pai, apaixonado por livros, começou a fazer-me uma verdadeira biblioteca. Quando dou por mim, estava embrenhada em livros e rapidamente esqueci-me dos bordados e costura.
 
Perdeu-se uma mulher ideal e ficou uma mulher com mais defeitos que virtudes, (às tantas é por isso que todos se afastam).
 
Tudo isto vem a propósito porque estive quase uma hora a fazer o raio de uma bainha de umas calças.
 
Chiça...
 
A música de hoje é esta. Que querem? Hoje estou para agradar aos românticos que eu já não tenho idade para ouvir estas músicas...
 
 
 
 
 
 




quarta-feira, 16 de agosto de 2017

Ahahahahahahahaha...


Imagem da net
 
 
Fiquei a saber que depois dos 50 anos fica tudo doido.
 
Boa! Encontrei algo de positivo para a minha idade.
 
Haja algo para dar animação a esta vida.
 
E para ajudar à festa continuamos com a música dos anos 70/80...
 
 
 

terça-feira, 15 de agosto de 2017

Estamos a caminho da meia-noite...

 
Hora ideal para estarmos todos numa discoteca a dançar ao som dos anos 80, claro está.
 
A grande vantagem dos anos 80 é que para dançar não é preciso ter par. Pode-se chegar à discoteca sozinha(o). Mais a mais, daqui a um mês tenho que estar pronta para as noites que me esperam em Coimbra com o R e o P.
 
"Bora lá" que esta vida só dá mesmo para dançar e...pouco mais...



Então? Isto é para durar a noite toda...ou pensavam que era só eu a passar a noite a dançar?

 
Nota : Lá pelo minuto 34 vejam os meninos Alphaville e I'm Big in Japan... espetáculo!
 
 

Ai a vida...


Imagem da net

 
Ela faz-me cada uma! Às vezes questiono-me se ela apenas está a brincar comigo ou se é mesmo castigo. Se for castigo, bom...devo ter feito um mal do caraças numa vida passada (pois...não acredito na reencarnação mas tenho que me agarrar a qualquer coisa, mesmo à desculpa mais esfarrapada).
 
Aguenta coração...com comprimidos, é certo, mas o importante é aguentares!
 
Por falar em coração, lembrei-me logo de uma música. Mas como ainda hoje me disseram que me estava a transformar numa pessoa cínica e fria, e só para provar que ainda consigo escolher uma música para a(o)s menina(o)s que ainda acreditam em amores, amizades e afins dessa natureza, fiquem lá com esta.
 
Só para contrariar...
 
 
 
 Mas eu cá estou a ouvir isto:

 

 

Quando a música é a nossa melhor companhia...

 
Só podia ser com o meu álbum "fétiche" para evitar aquele sentimento de "someone who's left out in the rain"...

segunda-feira, 14 de agosto de 2017

Porque hoje...



...me apetecia dizer muita coisa mas por vezes o silêncio é a única coisa que podemos dizer...

Fiquem com a música que estou a ouvir no máximo...porque me faz lembrar uma noite mágica...

 

domingo, 13 de agosto de 2017

Travessia no deserto...

 
Imagem da net
 
 
Entrei "oficialmente" de férias.
 
Como não vou para lado nenhum, e praia só se for após o pôr-de-sol, vou-me deixando ficar por casa e entreter-me com as arrumações e afins e adiantar alguns processos que trouxe para casa.
 
A vontade de escrever é...nula.
 
Irei visitar os blogues habituais e, de quando em vez, virei a este estaminé colocar algum disparate.
 
Dou assim início à minha travessia no deserto...com paragens para reabastecimento...
 
A música que estou a ouvir? É esta:
 

Notas soltas:

1. Parabéns à Inês Henriques pela brilhante vitória no Campeonato do Munido de Atletismo.

2. Hoje vou ter que me desdobrar entre o jogo Tondela-F.C.do Porto e o jogo Barcelona-Real Madrid. Uma chatice...

3. É verdade, o desafio semanal volta em setembro...se não regressar mais cedo!

 

sexta-feira, 11 de agosto de 2017

Pensamento do dia...

Imagem da net


"Por tanto ter sido deixado pra trás,
aprendeu a dizer adeus
antes de ser abandonado outra vez..."
Augusto Branco
 
 
Ou o princípio de "mais vale prevenir que remediar"...
 
A música é esta:
 
 
 
 

quarta-feira, 9 de agosto de 2017

Desafio Semanal # 3


Peço desculpa aos vencedores de ainda não ter enviado os selos mas não está esquecido.

Depois de termos ouvido a música escolhida pela Janita, chegou a vez de ficarmos com a música de outro vencedor do Desafio desta semana.

O Pensador, contrafeito é certo, escolheu esta música:


Só para reforçar...



Cada vez mais...não gosto do Benfica.
 
Quer dizer, o maridão vai de malas e bagagens a caminho de Lisboa para ver o "seu" Benfica e a "je", que não tem culpa nenhuma, vai ter que fazer o seguinte:
 
1. Sair do emprego às 17.15 horas (até aqui tudo bem porque levo trabalho para casa).
 
2. Apanhar a camioneta às 17.20 horas.
 
3. Sair a meio do caminho para fazer o transbordo.
 
4. Aguardar 55 minutos pela outra camioneta.
 
5. Chegar a casa por volta das 19.10 horas.
 
Ah, esqueci-me de dizer que é para fazer... 22 Kms!!!
 
Absolutamente "terceiro mundista".
 
Única vantagem: Como estou sozinha não tenho que fazer o jantar.
 
Já vos disse que estou fula?
 
A música tem tudo a ver com o meu estado de espírito.
 
 

A "Personalidade Sexual" de acordo com os Signos...


Imagem da net


Segundo os meus queridos Amigos Astrólogos a personalidade sexual de cada um de nós tem a ver com o nosso signo. Ora, depois de terem chegado a esta conclusão, o mais fácil foi descobrirem que signos eram mais compatíveis.

 É só ler isto e...não têm que se preocupar mais. Chegam à beira de alguém e perguntam: Qual é o teu signo? Se pertencer a um dos compatíveis já sabem...
 
É tiro e queda...pelo abismo...

terça-feira, 8 de agosto de 2017

Porque hoje me apetece dizer isto...


 
Se fosses viva, fazias hoje 77 anos.
 
A nossa relação não era fácil. Costumava dizer que a culpa era dos signos. Mulheres peixes e mulheres leão...dão faísca... e eu tinha duas mulheres leão em casa. Era uma luta inglória...
 
As últimas palavras que me disseste foram "Desculpa por tudo o que fiz. Mas sempre te amei".
 
Eu sei Mãe. E só queria poder ter-te ao meu lado para me aconchegar...hoje...mais que tudo!

Era esta a música que estava a ouvir quando recebi o telefonema a dizer que tinhas partido...
 
 

Os Vencedores do Desafio Semanal #3

 
Como podem comprovar pelas respostas já inseridas no post respetivo, os vencedores do passatempo desta semana foram: a Janita, o Pensador e o Rui.
 
A resposta era de facto "O Jardim das Tormentas" de Aquilino Ribeiro.
 
Parabéns aos três. Irei remeter os respetivo selos de vencedores.
 
Ficam para já com a música escolhida pela Janita porque foi a primeira a responder acertadamente.
 
O Miguel Araújo e os Maridos das Outras.
 
 

segunda-feira, 7 de agosto de 2017

Candice Renoir...

A série que ultimamente tem chamado a minha atenção passa no AXN.
 
Imaginem uma mulher divorciada e com quatro filhos. Durante dez anos dedicou-se aos filhos e a acompanhar o então marido no estrangeiro.
 
Após o divórcio decide voltar para a sua profissão e vai chefiar um grupo de ataque ao crime em Sète.
 
Como se não bastassem os quatro filhos e namorar com um agente da brigada especial, descobre que, afinal está apaixonada pelo seu colega de equipa (mais novo que ela mas isso não interessa nada). O problema é que o colega também está apaixonado por ela. Problema, dizem vocês? Sim, é que o colega vive com outra mulher e quando se prepara para acabar a relação descobre que ela está grávida. A confusão está instalada.
 
Eu cá estou a torcer para que fique com o "menino" que trabalha com ela porque, convenhamos, é um...., enfim, fiquem com a foto:
 
Imagem da net
 
E fiquem com um resumo de cerca de 2 minutos do que se passou entre a 1ª e a 4ª série que está quase a chegar ao fim.
 
 

domingo, 6 de agosto de 2017

Desafio Semanal # 3

Ora muito bem, vamos lá continuar com o desafio semanal.

Tal como já tinha anunciado, as regras de participação sofrem pequenas alterações.

Assim, o prazo para participar passa a ser de 48 horas e as respostas passam a ser "retidas" para não influenciar ninguém.

E o desafio desta semana continua a ser de literatura e...continua a ser fácil. Ora vejam:

"...Tinha Deus aposentado Adão e Eva no Jardim das Delícias, onde viviam como os mais desabusados regalões. O homem era esbelto e sólido, embora nunca houvesse exercitado os tendões da marcha, nem  apurado os bíceps a colher o antílope no laço; ela um lambisco de primeira, esgalgada e especiosa, a quem os cabelos vestiam de oiro à maravilha, sem pensar na folha de parra para a nudez, num cinábrio para a boca, que de seu sinal era rubicunda..."
 
O extrato é de um livro publicado no início do século XX. O seu autor é português e um dos maiores vultos da nossa literatura. Viu algumas das suas obras proibidas durante o regime de Salazar.
 
O que se pretende saber é o nome do escritor e o nome da obra da qual faz parte o extrato. E não se esqueçam de indicar o nome da música que pretendem ouvir caso sejam os vencedores. Até às 20 horas de terça-feira.
 
Boa sorte!

A música que estou a ouvir é esta:



 
 
 

sábado, 5 de agosto de 2017

O que a vida me ensinou...

Imagem da net

Que as decepções que tive na vida nunca vieram de pessoas de quem não gostava...
 
Porque quando gosto, confio. Quando gosto, acredito.
 
Porque só as pessoas que são importantes para mim têm a minha confiança.
 
E a música só pode ser esta:
 
 

sexta-feira, 4 de agosto de 2017

Resolução...


 
Imagem da net


Arranjar um(a) doido(a) que aceite ser minha companhia nos jogos do FCP.
 
É que amanhã já começa a saga (entenda-se, como sendo a época em que a "je" fica em casa enquanto o maridão e os seus amigos, todos eles "mouros", vão ver a equipa deles, cujo nome é proibido de se pronunciar neste estaminé).
 
A música, obviamente, é esta:
 
 

quinta-feira, 3 de agosto de 2017

A sério?


Imagem da net
 
 
Raios me partam se não assombrar os sonhos desse alguém. É que à custa desse(a) patife, eu não durmo.
 
Fosga-se...que vá sonhar com outra pessoa qualquer!
 
Quanto à música de hoje, tem uma história. Mas não vou contar...
 
 
 

Pois...

 
A Feira Medieval de Santa Maria da Feira já começou.
 
A exemplo dos anos anteriores já tenho a minha pulseira para dar uma salto até lá sempre que quiser (menos aos fins-de-semana porque a confusão é enorme)...
 
E por causa do trabalho ainda não consegui ir lá. Boa!
 
Imagem da net
 
A música? É esta porque na feira medieval do ano passado fui transportada para o ambiente que o vídeo nos transmite.
 
 

quarta-feira, 2 de agosto de 2017

Mensagens

Arquivo do blogue


Porque não defendo:guetos, delatores pidescos, fundamentalismos e desobediência civil. Porque defendo o bom senso